Design de interaçao

Resumo 1, 13 de Novembro {pag. 3-18}

Quantos produtos interativos existem um nosso cotidiano? Pense por um minuto sobre o que você utiliza em um dia normal: telefone celular, computador, controle remoto, máquina de café, caixa eletrônico, máquina de emitir bilhetes, impressora, iPad, calculadora, GPS, DVD, jogo de computador, etc.: a lista é interminável. Agora pensa sobre usabilidade deles quantos realmente são fases e agradáveis de usar não exigem muito esforço? Alguns como o iPad, são ótimos. Outros podem ser muito frustrante, como projetor que, mesmo Conectando, não reconhece o laptop. Porque A essa diferença? Um dos principais objetivos do design de interação e reduzir os aspetos negativos da experiência do usuário (P e, exemplo, frustração, aborrecimento) e ao mesmo tempo melhorar os positivos (P. Ex., divertimento, compromisso). Trata-se essencialmente de desenvolvimento de produtos interativos que sejam fáceis, eficientes e agradáveis de usar a partir da perspetiva dos usuários. Um bom design e um design ruim uma Preocupação crucial do design? A desenvolver produtos interativos que sejam usáveis, o que geralmente significa produtos que sejam fáceis de aprender a usar, eficazes e que proporcionam ao usuário uma experiência agradável, sistema de correio de voz imagino seguinte cenário você está hospedado em um hotel por uma semana durante uma viagem de negócios, quando descobre que deixou seu celular em casa e que Precisar usar os serviços do hotel que dispõe de um sistema de correio de voz para cada quarto à frente de verificar se há alguma mensagem você pega o telefone e eu vou sinal se ele faz bip bip bip a mensagem para descobrir como acessá-la você deve ler uma série de instruções que Estão próximas ao aparelho a pois a leitura e longa. Após digitar o número do quarto novamente, o sistema responde: “por favor, digito número do quarto novamente e depois a sua senha”. Você não sabe qual é a senha pensou que fosse o número do quarto mas claramente não é a essa altura, desiste a liga para Recepção afim de obter ajuda o funcionário explica o procedimento correto para gravar e ouvir mensagem Consiste em ditar nos momentos apropriados qual é o problema desse sistema de correio de voz é irritante, confuso, ineficiente exigindo muitos passos para para essas básicas é difícil de usar não permite rapidamente se há alguma mensagem ou quantas mensagens existem é necessário pegar no fone e realizar uma série de passos para ouvi-las lembrando que temos de ler uma série de instruções primeiro. Dispositivo de controlo remoto todo sistema de entretenimento em casa, seja TV aberta, ativei a cabo, sistema de som, DVD player e assim em diante vem com o seu próprio dispositivo de controle remoto cada um é diferente em termos de como se parece e como funciona. O desafio para Tivo e outros sistemas de TV e gravadores digitais de vídeo é como adicionar funcionalidades a uma caixa de tal forma que ainda passa a ser fácil e agradável. O que devemos projetar produtos interativos requer que se leva em conta aqui de forma onde e por quem serão utilizados outra preocupação importante consistente ler os tipos de atividades que as pessoas estão realizando quando interagirem com os produtos. O que é mais apropriado para diferentes tipos de interfaces É para o planejamento de dispositivos de entrada e saída de informação dependerá de que tipos de actividades receberão suporte. As inter fazes de artigos que eu te de anos de consumo, como câmaras , Fornos de microondas e máquinas de lavar, que costumam ser físicos e pertencem ao reino de design de produtos agora ação para dominantemente digitais (chamados de eletrônicos de consumo). O que é design de interação por desande interessam entendemos que projetar produtos interativos para apoiar o modo Como as pessoas se comunicam interagem uns seus cotidianos seja em casa ou no trabalho. Em outras palavras significa criar experiência do usuário que melhoram e aplicam na maneira como as pessoas trabalho, se comunico e interagem. O termo design de interação é cada vez mais aceito como um termo “guarda-chuva“ pois cobre todos esses aspetos. Componentes design de interação consideramos o design de interação como uma peça fundamental para todas disciplinas, Campos de atuação e abordagem que se preocupo com as pesquisas e com os projetos dos sistemas computacionais para as pessoas. O design de interação vai além do IHC vemos a distribuição entre design de integração (DI) E interação humano computador (IHC) principalmente com uma diferença de escopo. O DI possui uma visão muito mais ampla, abordando até Oria, a pesquisa e a prática no design de experiências de usuário para todos os tipos de tecnologias, sistemas e produtos, enquanto a IHC tem Tradicionalmente um foco mais estreito, “trata do design, da avaliação e da implementação de sistemas de computação interativos para uso humano e estuda fenómenos importantes que os rodeiam “( ACM. SIGCHI, 1992,p 6). Essa é uma das razões pelas quais o livro e chamado por design de interação: além da interação humano-computador — para refletir o escopo mais amplo.

Resumo 2. 22 de Novembro {pag. 19-30}

Metas de experiência de usurário, Uma diversidade de metas de experiência de usuário tem sido explorada no design de interação, cobrindo uma variedade de experiências emocionais e sensoriais elas inclui tanto experiências desejáveis quanto indesejáveis. Muitos desses aspetos são qualidades subjetivas e procuram saber como um sistema é seguido por um usuário. Acho metas de experiência usar se defini das metas de usabilidade mais objetivas, não Medina em que querem saber como os usares experimento um produto interativo sob a perspetiva Dos usuários em vez de avaliar o com o tempo ou produtivo é um sistema sobre a perspetiva do próprio sistema. Semelhantes as metas de usabilidade, os conceitos de experiência de usuário são mais úteis quando convertidos em questões específicas Por exemplo, quando se considera o quanto um a gente virtual interativo para uma loja on-line é adorativo, podes perguntar quanto tempo os usuários interagem com o agente de venda virtual? Ele resolve com eficiência as dúvidas dos usuários para considerar os efeitos atrativos podem se perguntar“Qual é a resposta imediata do usuário a aparência do agente? Ele debocha dela, gosto dela ou desanima? Será que sorri, da risada? Os conceitos podem ainda ser definidos em relação aos elementos e contribuem para o tornar uma experiência de usuário agradável, divertida, emocionante, etc. Eles incluem Atenção, ritmo, brincadeira, interatividade, controle conciente e inconsciente, estilo de narrativa e fluxo. O conceito do fluxo (Csikzentmihalyi,1997) É popular em design de interessam para fundamentar o design de experiências de usuários para sites, jogos de vídeo e outros produtos interativos. Isso implica determinar o que os clientes farão, seja a fazer uma doação, comprar um produto ou renovar uma sociedade, e envolver incentivar, sugerir o lembrar usuário de coisas de que ele passa gostar ou precisae. Princípios de desenho são usados por design de interação para ajuda-los a refletir durante o projeto da experiência do usuário. São abstrações generalizáveis destinadas a orientar designers a pensarem sobre aspetos diferentes e seus desenhos um exemplo bem conhecido é o feedback: os produtos devem ser projetados para fornecer feedback adequado aos usuários, garantindo que eles saibam os próximos passos durante a realização das tarefas. O Feedback está relacionado ao conceito de visibilidade podemos ilustrar melhor esse princípio fazendo uma analogia com o mundo como seria o dia dia sim ele imagina tentar tocar uma guitarra, cortar um tomate utilizado uma faca ou escrever com uma caneta sem que nenhuma dessas ações produzisse qualquer efeito durante alguns segundos, Haveria um atraso insuportável antes que a música fosse produzida, o tomate fosse cortado ou as palavras aparecem sair do papel, tornando quase impossível para uma pessoa prosseguir em tocar cortar ou escrever. O feedback se refere ao retorno de informações a respeito do que ação foi feita e do que foi realizado permitindo a resposta continue a atividade. O conceito de restrição refere-se a determinar formas de delimitar os tipos de integração de usuário que podem ocorrer em um determinado momento existem várias maneiras de fazer isso uma prática comum no design de interfaces gráficas do usario é desativar as opções do menu como sombreamento em cinza, restringindo objeções dosar sou mente aquelas permitidas nessa fase da atividade.

Resumo 3, 29 de Novembro {pag. 32-40}

Entendendo o espaço do problema e conceitualizando o design No processo de criação de um produto interativo, pode ser tentador começar pela parte mais prática do design, ou seja, o planejamento de como projetar uma interface física e quais tecnologias e estilos de interação utilizar, por exemplo, multitoque (multitouch), interfaces baseadas na fala (com voz), interface gráfica, head-up display, realidade aumentada, interfaces gestuais, etc. O problema em iniciar o processo nesta etapa é que as metas de utilização e como metas da experlência de usuário (que descrevemos no podem ser negligenciadas. Por exemplo, considerar o desenvolvimento de um sistema velcular de entretenimento integrado com telefonia e navegação que permitir aos motoristas seguirem instruções, encontrarem locais próximos para comer, assistirem TV e lerem seus e -mails. Alguns achariam tal dispositivo atraente, pois oferece mais escolhas ao motorista: acompanhar jogos ao vivo, descobrir se existe uma cafeteria confortável na cidade seguinte e assim por diante. No entanto, você já deve estar pensando: “isso não distrairia os usuários?”. Agora, imaginando usar novas tecnologias de projeção como parte do sistema -em vez de apresentar os diferentes tipos de informação para- das juntas em um pequeno display que deve ser alternado a cada operação, elas podem ser exibidas em todo o veículo, como no painel, no espelho retrovisor e no para-brisa No entanto, isso pode ser ainda mais perigoso, pois poderia facilmente distrair motoristas, incentivando-os a mudar seu foco de atenção da estrada para as várias Imagens sendo projetadas. Em algum momento será necessário escolher quais tecnologias empregar e como os aspectos fisicos desenvolvidos porém, é mais adequado compreender a natureza do espaço do problema antes de tomar esse tipo de decisão. Com isso, queremos dizer que é necessário compreender e conceltualizar qual é a experiência de usuário / produto no momento e como eles serão melhoresados ​​ou alterados. Isso exige que a equipe de design pense em como suas ideias apoiarão ou ampliar uma maneira como as pessoas se comunicam e Interagem em suas atividades cotidianas. No exemplo dado, descobrir descobrir o que é pro- blemático na navegação enquanto se está localizado (p.ex., ler mapas enquanto manobra ou olhar para a tela pequena do GPS colocado no painel enquanto se aproxima de uma rotatória) e como garantir que isso não distraia os motoristas um pré-requisito para a compreensão do espaço do problema é identificar como metas de usabilidade e da experiência de usuário. Outra consideração importante é explicitar suposições (suposições) e afirmações (afirmações). Por suposição, entende-se: tomar algo como válido quando ainda precisa de uma investigação mais aprofundada, por exemplo, conforme as pessoas desejarão assistir TV enquanto conduzem. Por afirmação, entende-se: assumir que algo é verdadeiro quando é uma questão ainda em aberto, por exemplo, um estilo de interação multimodal – aquele que envolve falar durante a condução – é perfeitamente seguro para controlar um sistema de navegação de um automóvel. Escreva suas suposições e afirmações e, em seguida, tente defendê-las e apoiá-las, de modo a destacar aquelas que são vagas ou deficientes. Ao fazé-lo, ideias de projeto mal construídas podem ser reformuladas. Em muitos projetos, esse processo envolve a identificação de atividades humanas e de interatividades que são problemáticas, e o planejamento de como poderia ser melhoradas se apoiadas por um conjunto diferente de funções. Em outros projetos, pode ser mais especulativo, exigindo pensar em o que projetar para uma experiência de usuário atraente que ainda não existe.

Resumo 4, 06 de Dezembro {pag. 41-45}

Modelos conceituais, para desenvolver um modelo conceitual e saber se você tem um bom modelo começamos a abortar essas questões levando em consideração a visão de Johnson e Henderson (2002) sobre um modelo conceitual , eles o definiram como uma descrição de alto nível de como um sistema é organizado e operado . Nesse sentido A prestação que as possa o que as pessoas podem fazer com um produto e quais conceitos são necessários para entender como Interagir com ele. Um dos principais benefícios de conceitualizar um design nesse nível é que isso permite a Designers endireitarem seu pensamento antes de começarem a definir o layout de seus componentes de interface. Em poucas palavras o modelo conceitual fornece uma estratégia de trabalho e um framework de conceitos gerais e suas inter-relações das quais os componentes são: as metáforas e analogias, os conceitos, as relações entre os conceitos e os mapeamentos entre os conceitos. A forma como as diversas metáforas conceitos e suas relações são organizados determine a experiência do usuário pela sua Explicitação, a equipe de design pode debater as vantagens de fornecer diferentes métodos, como eles sustentam os principais conceitos como por exemplo salvar, revistar, categorizar e organizar.Outro conceito de design É essencialmente um conjunto de ideias para o design é constituído em geral por cenários imagens modo boards ou documentos textuais. Por exemplo imaginemos uma página de um conceito de design desenvolvido para ambiente display cujo objetivo era mudar o comportamento das pessoas e me difícil. Parte do conselho de design foi imaginado com um padrão de animação de luzes cintilantes que seria incorporado no tapete perto da entrada do prédio com a intenção de atrair as pessoas para as escadas por isso é raro que modelos conceituais completamente novos apareçam e transforme a maneira como realizamos nossas atividades diárias e profissionais a usar um computador. Um modelo conceitual clássico Star a interface estar resolvida pela Xerox em 1981, revolucionou a forma como as interfaces foram projetadas para computadores pessoais (Smith te al, 1982; Miller e Johnson,1996). Foi concebida como um sistema de escritório destinado a trabalhadores não interessados em computação sendo baseado em um modelo conceitual que incluiu o conhecimento familiar de um escritório. Metáforas de interface as metáforas são componenteCentral de um modelo conceitual elas fornecem uma estrutura semelhante de alguma forma, a aspectos de uma entidade ou entidades familiares mas também tem seus próprios componentes e propriedades.

Resumo-5. 12 de dezembro {pág.46-61}


Este capitulo explicou a importância de compreender e conceitualizar os espaços do problema e de design antes de tentar construir qualquer coisa. Foi salientada a necessidade de ser explicito sobre as afirmações e as suposições por trás das decisões de design sugeridas. Foi descrita uma abordagem para formular um modelo conceitual, bem como a evolução de metáforas de interface concebidas como parte do modelo conceitual. Finalmente, outras maneiras de conceitualizar a interação foram consideradas, em termos de tipos de interação, paradigmas, teorias, modelos e frameworks . Pontos-chave: E importante ter uma boa compreensão do espaço do problema, especificando o que você está fazendo, por que e como isso dará suporte aos usuários na forma pretendida. Um aspeto fundamental do design de interação é desenvolver um modelo conceitual. Um modelo conceitual é uma descrição de alto nível de um produto, ressaltando o que os usuários podem fazer e quais conceitos precisam entender para interagirem com ele Decisões sobre o design conceitual devem ser feitas antes de iniciar a conceção física (por exemplo escolher menus, ícones, caixas de diálogo). Metáforas de interface são comumente utilizadas como parte de um modelo conceitual. Tipos de interação (por exemplo conversação, instrução) fornecem uma maneira de pensar sobre o melhor apolo às atividades que usuários estarão realizando quando utilizam um produto ou serviço. Paradigmas, teorias, modelos e frameworks fornecem maneiras diferentes de esboçar e servir de base ao design e à pesquisa.

Resumo-6. 28de dezembro {pág.63-98}

Este capítulo explicou A importância de compreender os usuários especialmente seus aspetos cognitivos. Fórum distritos resultados e teorias relevantes sobre como as pessoas realizam suas atividades diárias e como aprender com isso ao projetar produtos interativos, foram fornecidas ilustrações do que acontece quando são projetados sistema como o usuário meet e o que acontece quando isso é feito. Também foram apresentados vários estruturas conceituais que permite que ideias sobre cognição Sejam generalizados em diferentes situações. A cognição é composta por vários processos incluindo o pensamento,a atenção , aprendizagem, a memória, a tomada de decisões, percepção o planejamento, bem como ler falar e ouvir. A forma como uma interface é projetada pode afetar muito o quão bem as pessoas podem perceber, participar, aprender e lembrar como realizar suas tarefas os principais benefícios das estruturas conceituais e das teorias cognitivas são que eles podem explicar a interação do usuário, servir de base ao design e prever o desempenho do usuário.

Resumo-7. 10 de Janeiro {pág.101-}

Neste capítulo, alguns aspectos fundamentais da sociabilidade, como a comunicação e a colaboração. Examinamos os principais sistemas sociais que as pessoas usam em diferentes contextos de conversação, quando interagem face a face e à distância. Uma série de tecnologias de colaboração e telepresença projetadas para dar suporte e estender esses me- canismos foram discutidas, destacando as principais do design de interação. Uma interação social é fundamental para nossa vida cotidiana. Mecanismos sociais evoluíram tanto no contexto face a face quanto no remoto, para facilitar a conversação, a coordenação e a percepção. A fala e seu modo de gerenciamento são essenciais para a coordenação de uma interação social. Muitos tipos de sistemas de comunicação mediada por computador foram desenvolvidos para permitir que as pessoas se comuniquem umas com as outras enquanto estão em locais fisicamente diferentes. Manter-se consciente do que os outros estão fazendo e deixar que os outros saibam ou que você está fazendo são importantes aspectos da colaboração e da socialização. As mídias sociais trouxeram mudanças significativas na forma como as pessoas se man- têm em contato.

Livro1: Onze Minutos

Resumo1.-02 de Novembro {pág. 13-30}

Era uma vez uma prostituta chamada Maria.

Como todas as prostitutas, tinha nascido virgem e inocente e durante a sua adolescência sonhava encontrar o homem da sua vida (rico, bonito, inteligente),casar vestida de noiva e ter filhos que um dia vira a ser famosos morar em uma casa com vista para o mar. o seu Pai era vendedor ambulante e a sua mãe era costureira. No seu primeiro dia de aulas Maria apaixonou-se pela primeira vez a caminho da escola descobrindo que não fazia sozinha o seu trajeto para escola. o ano foi correndo e ao longo desse ano rapaz dirigiu se a maria uma vez e foi apenas para pedir um lápis, Maria em reação fugiu do rapaz o ano foi passando e ao chegar o fim do ano letivo eles nunca mais se viram, passaram se anos e anos Maria foi crescendo de coração partido e jurando que nunca iria se apaixonar por alguém, Maria ao Longo do se crescimento foi descobrindo mais coisas que tem haver com sexo.

Com os seus 19 anos Maria cada vez mais linda terminou o secundário começou a trabalhar em uma loja de tecidos onde o dono apaixonou se por ela, o homem era tao apaixonado que a dava de tudo mas Maria nada queria com ele quanto que nunca deixou com que ele a tocasse. Maria sempre soube usar a sua beleza. poder da beleza: e como seria o mundo para as mais feias? Tinha algumas amigas em que ninguém reparava ,eram mais independentes, mais dedicadas a si mesmas, embora na imaginação de Maria o mundo lhes devesse parecer insustentável. ela porem tinha coincidência da sua beleza e mas costumava ouvir alguns ”poucos” conselhos da sua mãe que lhe dizia . ”MINHA FILHA , A BELEZA NAO DURA PARA SEMPRE”.

Resumo 2. 13 de Novembro {pág.. 30-46 }

Por causa do conselho da sua mãe, Maria continuou mantendo uma relação nem proxima nem distante do seu patrao, o que significou um consideravel aumento de salario (nao sabia ate quando conseguiria mante-lo na esperanca de um dia a levar para a cama, mas enquanto isso ganhava bem ) . Maria juntou dinheiro suficiente para durante as feria passar uma semana na cidade dos seus senhos, o lugar dos artistas, o cartao postal do seu pais: Rio de Janeiro! o Chefe ofereceu se para ir junto mas Maria mentiu dizendo que a unica condicao que sua mae lhe impusera fora dormir em casa de um primo que praticava jiu-jitsu, já que o Rio parecia ser um dos lugares mais perigosos. Maria viajou por 48h de autocarro hospedou se em um hotel de quinta categoria em Copacabana (ah Copacabana! Está praia, este céu…) Antes mesmo de desfazer as malas agarrou num biquíni que tinha comprado vestiu-o e mesmo com o tempo nublado foi a praia. Olhou para o mar e sentiu medo mas acabou por entrar nas águas morrendo de vergonha ninguém na praia notou que aquela rapariga estava a ter o seu primeiro contacto com o Mar, Quando saiu da água foi abordada por uma mulher que tentava vender sanduíches naturais, um belo negro que lhe perguntou se estava livre para sair naquela noite e um homem que não falava uma só palavra em português mas que pelos gestos a convidava para tomar uma água de coco com ele. O homem que não falava português apareceu ao seu lado com uma água de coco e ofereceu durante algum tempo ficaram nesta confortável comunicação onde ninguém dizia nada apenas troca de sorrisos o homem tirou um pequeno dicionário de capa vermelha do bolso e disse, com um sotaque estranho “Bonita” ela sorriu de novo bem que gostaria de encontrar o seu príncipe encantado mas no mínimo ele falar a sua língua e ser um pouco mais jovem o homem folheando o pequeno livrinho: jantar hoje e comentou logo Suíça emprego dólar Maria se recusou mas o homem insistiu, ao falar em Suíça o homem não se referia ao restaurante mas sim que queria levá-la a um restaurante para falar de uma proposta de emprego na Suíça o tradutor que se apresentou como assessor do estrangeiro e segurança do hotel onde o homem estava hospedado, o tradutor convenceu a aceitar a proposta alegando que era uma grande oportunidade. Foram jantar e a proposta lhe foi apresentada sempre comportando se como um verdadeiro cavaleiro. Maria não dormiu bem achando que tudo aquilo fosse um sonho no dia seguinte Milson o tradutor/segurança agora dizendo ser empresário disse que no lugar dele aceitaria o convite desde que tivesse um documento fornecido pelo consulado suíço. O estrangeiro concordou uma vez que também era vontade dele, foram os três juntos a cidade o empresário exigiu o adiantamento de 30% dos 500 dólares recebidos sendo que seria paga 500 dólares por semana e da comissão ele só receberia do primeiro pagamento até aquele momento as viagens a ideia de ia para longe tudo isso era apenas um sonho e sonhar é muito confortável desde que não sejamos obrigados a fazer aquilo que planeamos assim não haveriam riscos a se correr. Trataram o documento no consulado e no mesmo dia Maria acompanhada do estrangeiro viajaram até sua aldeia foi uma surpresa e orgulho para sua pequena cidade ver sua bela filha Maria chegar acompanhada de um estrangeiro que desejava convidá-la para ser uma grande estrela na Europa toda vizinhança soube e as amigas do colégio perguntavam “Mas como foi?” E ela respondia “Eu tenho sorte.” Queriam elas saber se aquilo acontecia sempre no Rio de Janeiro porque haviam visto nomeá-las não televisão com episódios semelhantes Maria não disse nem sim nem não. Foram para sua casa apresentar a proposta para seus pais, a mãe só queria o melhor para sua filha o pai ficou espantado pós o homem tinha a mesma idade que ele a mãe pediu para que ele não interferisse pois tratava se do futuro de sua filha a mãe dizia que era melhor ser infeliz com um homem rico do que feliz com um homem pobre. A mãe aconselhou para que ganhasse tempo pois a beleza é a juventude não eram para sempre, era um péssimo concurso de amiga mas um excelentes conselho de mãe. 48h depois Maria estava de volta ao Rio de Janeiro não sem antes ter passado sozinha pelo seu antigo emprego pedindo a demissão o ex chefe concedeu-lhe a demissão e deu lhe uma medalha da Nossa Senhora das Graças a sua igreja fica em Paris e lhe disse … se algum dia voltares quero que saibas que estarei a tua espera perdi a oportunidade di dizer uma coisa tão simples: “Amo-te”. Talvez seja tarde, mas gostaria que soubesses. “Perder a oportunidade.” Ela tinha aprendido muito cedo o significado. “Amo-te”, porém eram uma frase que tinha ouvido várias vezes ao longo dos seus 22 anos. Maria agradeceu as palavras, a na toas no seu subconsciente (nunca se sabe o que a vida nos prepara, e é sempre bom saber onde se encontra a saída de emergência), Deu-lhe um gasto beijo no rosto, e partiu sem olhar para trás. Voltaram para o rio, apenas num dia ela conseguiu o seu passaporte (O Brasil realmente tinha mudado, Comentar loja através de algumas palavras em português e muitos sinais, Maria traduziu como “antigamente demorava muito”).

Resumo 3, 22 de Novembro {pag. 47-57}

Chegou exausta, e ainda no aeroporto o seu coração aper- tou-se de medo: descobriu que estava completamente dependente do homem que estava ao seu lado – não co- nhecia a terra, a língua, o frio. O comportamento de Roger ia mudando à medida que as horas se passavam; já não tentava ser agradável, e embora nunca tentasse beijá-la ou tocar nos seus seios, o seu olhar tinha-se tornado distante. Alojou-a num pequeno hotel, muda-a outra brasileira, uma mulher jovem e triste chamada Vivian, que se encarregaria de a preparação para o trabalho. Vivian olhou-a de cima a baixo, sem a menor cerimônia ou o menor carinho por quem está a ter a sua pri- meira experiência no estrangeiro. Em vez de perguntar como se sentir, foi direita ao assunto. – Não tenhas ilusões. Ele vai ao Brasil sempre que alguma das suas dançarinas se casa, e pelos vistos isso está a acontecer com muita frequência. Ele sabe o que quer, e acredito que tu também saibas: deves ter vindo em busca de uma de três coisas – aventura, dinheiro, ou marido. Como é que podia adivinhar? Será que toda a gente procurava a mesma coisa? Ou será que Vívian podia ler os pensamentos alheios? Vívian então explicou lhe que todas as raparigas que estavam lá procuravam uma destas três coisas e que ela teria de trabalhar quase um ano para pagar a sua passagem de volta, além dos descontos de respeitar agem e da comida Maria admirou-se dizendo mas e Viana explicou-lhe já saí não foi isso o combinado na verdade foste tu que te esqueças de perguntar como aliás toda a gente se esquece se tivesses mais cuidado se lesses contrato que assinaste saberias exatamente onde tu meteste porque os suíços não mente embora o usem o silêncio para os ajudar. O chão fugiu sob os pés de Maria. Finalmente, quanto ao marido, cada rapariga que se casa significa um grande prejuízo económico para Roger, de modo que estamos proibidas de conversar com os clientes. Se quiseres alguma coisa nesse sentido terás de correr grandes riscos isto aqui Não é um lugar onde as pessoas se encontram viu como a rua de Berne. Rua de Berna? O Johnny vem aqui com as mulheres, e os poucos turistas, assim que dão conta do ambiente familiar foi embora em busca de mulheres noutros lugares. Aprende a dançar se soubeste em cantar o teu salário será aumentado, e a inveja das outras também de modo que sugiro que não tentes saber cantar. “Sobretudo não uses telefone gastaras tudo o que ainda tens por ganhar é que será muito pouco” respondendo disse Maria “mas ele prometeu-me $500 por semana!” Vívian em resposta simplesmente disse lhe “verás “Do Diário de Maria, em sua segunda semana na Suíça: Fui ao clube, conheci um “diretor de dança” de um país chamado Marrocos, e tive que aprender cada passo do que ele – que nunca pôs os pés no Brasil – acredita ser “samba”. Nem tive tempo para descansar da longa viagem de avião, estava sorrindo e dançando – logo na primeira noite. Somos seis meninas, nenhuma delas é feliz e nenhuma sabe o que estão fazendo aqui. Clientes bebem e batem palmas, beijam e fazem gestos obscenos às escondidas, mas não acontece O salário foi pago ontem, apenas um décimo do que havíamos combinado – o resto, segundo o balcão, será usado para pagar o meu ingresso e minha estadia. Pelos cálculos de Vivian, isso deve levar tempo. um ano – isto é, durante este período não tenho para onde correr. Mas vale a pena fugir? Acabei de chegar, ainda não sei de nada. O que há de errado em dançar sete noites por semana? No passado, eu fazia isso por prazer, agora faço isso por dinheiro e fama; as pernas não reclamam, a única coisa difícil é manter o sorriso nos lábios. Dias se passaram e muita coisa aconteceu, Maria matriculou-se num curso matutino de francês, onde conheceu gente e todos os credos, crianças idades, homens com roupas garridas e muitas correntes de ouro nos braços, mulheres deveu na cabeça, crianças que aprendi o mais rapidamente que os adultos, Durante a tarde para praticar a língua ensaio os seus primeiros passos por aquela cidade e dois nomes descobriu um chocolate delicioso um queijo que eu nunca tinha comido, um gigantesco chafariz no meio do lago, a neve que os pés Dentinho os habitantes da sua cidade tinham trocado, às cegonhas, os restaurantes coleira (embora nunca tenha entrado em nenhum, via o fogo lá dentro, e aquilo dava-lhe uma agradável sensação de bem estar). Também ficou surpreendida ao descobrir que nem todos os leiteiros tinham propaganda de relógios mas também de bancos. Depois de três meses Maria apaixonou-se por um árabe do mesmo curso O caso durou três semanas até que uma noite ela resolveu deixar tudo para trás e visitar uma montanha perto de Genève. No dia seguinte ao chegar ao trabalho Roger pediu-lhe que fosse ao seu escritório assim que abriu a porta foi demitida por dar mau exemplo a outras raparigas que ali trabalhavam. Roger estérico disso que eu +1 vez se sentia decepcionada, que as mulheres brasileiras não eram fiáveis (ah, meu Deus, esta mania de generalizar tudo). Maria que não era burra nem nada lembrou-se que o seu namorado árabe havia lhe dito que as leis de trabalho na Suíça era um severas voltou ao escritório de Roger desta vez falando francês razoável que incluía um vocabulário de palavra advogado saio dali com alguns insultos e $5000 de indemnização um dinheiro com que nunca tinha sonhado, agora podia namorar livremente o seu árabe fazer tudo que pretendia e voltar para casa com a vitória tão sonhada. A primeira coisa que fez foi telefonar a uma vizinha anda mãe e dizer que estava feliz. Em seguida tinha um prazo para deixar o quarto decidiu ir ter com o seu namorado e fazer juras de amor eterno converter-se a sua religião e casar-se com for mesmo sendo obrigada a usar um daqueles lenços estranhos na cabeça, mas o seu ar a essa altura já estava possivelmente na Arábia um país que a Maria não conhecia deu graças a Virgem Maria porque não for obrigada a trair a sua religião. Já com tudo em ordem desde língua a carteira de trabalho Maria fez de tudo para continuar a ganhar dinheiro.

Resumo4.-29 de Novembro {pág.57-67}

Ainda no Brasil, ler um livro sobre um pastor que em busca do seu tesouro se depara com várias dificuldades e as dificuldades ajuda-no a conseguir o que ele deseja: era exatamente esse o seu caso tinha agora plena consciência de que for despedida para assim contar com seu verdadeiro destino modelo e manequim. Com o seu pouco dinheiro alugou quarto e começou a procurar trabalhos em agências em todas soube que precisava de deixar foros profissionais mas afinal de contas era um investimento na sua carreira, todo o sonho sai caro. Desde então Maria começou a desenrascar se até mesmo para comer e estudar como uma louca para que o tempo passasse rápido mas infelizmente o tempo não lhe favorecia o telefone não tocava, para sua surpresa ninguém se metia com ela quando passava beira do lago excepto alguns traficantes de drogas que estavam sempre no mesmo lugar de baixo de uma ponte que unia o belo jardim antigo a parte mais nova na cidade, começou a duvidar da sua beleza até que uma das suas ex-companheiras de trabalho, com quem se encontrar por acaso num café disse que a culpa não era dela mas dos suíços que eu não gosto de incomodar ninguém e dos estrangeiros que tem medo de ser presos por “assédio sexual” algo que tinham inventado para afazer as mulheres de todo o mundo sentirem se péssimas. Em seu diário Maria escreveu o quanto se sentia por estar longe de casa e sem trabalho. Maria lembrou se daquilo que o segurança Milson uma vez descreveu como “energia” Maria passou a frequentar a biblioteca e conversar com a bibliotecária que parecia tão sozinha quanto ela a pedir sugestões a comentar sobre a vida é os autores até que o seu dinheiro chegou quase ao fim mais duas semanas e já nem teria o suficiente para comprar a passagem de volta então finalmente o seu telefone tocou três meses depois de ter descoberto a palavra advogado, e dois meses depois de estar a viver da indeminização recebida, uma agência de modelos perguntou se a senhora Maria ainda se encontrava naquele numero a resposta foi sim frio ensaiando durante muito tempo para não mostrar qualquer ansiedade, Soube que uma Árabe estava a recrutar modelos Maria como estava decepcionada mas mesmo assim precisava desesperadamente marcaram um encontro num restaurante muito chique na tentativa de conversa o Árabe fez várias perguntas sobre cultura geral mas Maria sabia pouco jantaram e decidiram tomar um drink por mil francos, houve uma pausa enquanto os dois se olhavam e imaginavam o que o outro pensava, no meio de muitos pensamentos Maria começou a chorar caindo na real o homem dividido entre medo, escândalo e instinto masculino de proteger a rapariga não sabia o que fazer fez sinal ao empregado para pedir a conta mas Maria interrompeu-o. Em meios pensamentos para Maria existia a outra face da moeda se chamada desespero sim talvez o amor fosse capaz de mudar alguém continuando calada e bebendo seu vinho Maria pensava na proposta do drink, então Maria lembrou ao árabe só drink e lhe disse para que pagasse a conta é que fossem ao seu hotel, Maria não se reconhecia pela atitude que tomou, Maria que sempre foi educada e gentil porcausa da sua atitude achará que a antiga Maria havia morrido para sempre tudo correu como esperado embriagaram se quase completamente abriu as pernas, espero que ele tivesse um orgasmo (não lhe ocorreu fingir que demento tinham) lavou-se na casa de banho de mármore, pegou no dinheiro e deu-se ao luxo de ir para casa de táxi. Atirou na cama e dormiu uma noite de sonhos.

Resumo 5-12 de Dezembro {pág.68-73}

No dia seguinte Maria acordou pensando naquilo que vinha para conquistar e até então não havia consegui nada daquilo, pensando em todos que havia deixado em sua pequena cidade e nas oportunidades que havia deixado para trás para seguir seu sonho de ser uma grande artista, pensou também na possibilidade de ganhar dinheiro fácil. Saiu para tomar o pequeno almoço como de custo-me deparou se com uma grave de curdos, e lembrou de da agência de modelos, fosse como fosse Maria sentia se menos só naquela manhã cinzenta de Geneve com a temperatura quase nos zero graus os curdos manifestando-se, os autocarros a chegar a horas a cada paragem, entre outras coisas que eram o normal de todos os dias. Em seus pensamentos ainda com ideias de ganhar dinheiro fácil Maria sentia a presença da Virgem Maria que lhe dizia para tomar cuidado Maria ignorou e continua com a ideia de que ela era adulta e sabia o que fazer, aprenderá que existia gente disposta a pagar mil francos suíços por uma noite, por meia hora entre as duas pernas. A mulher ao seu lado continuou a insistir mas Maria recusava se a seguir o seu conselho, continuou passeando pela cidade deparou se com um homem e perguntou lhe se sabia onde era a RUE de Berne ele olhou intrigado e perguntou se era exatamente aquilo essa a tua que procurava, não a respondeu e afastou sem dizer nada, Maria ficou 15min a olhar para os painéis onde haviam certas coordenadas e acabou por encontrar se cruzava no seu passeio tinha escolhido o que desejava fazer Essa era a realidade da vida “Estamos num vale de lágrimas” disse à amiga invisível. “Podemos ter muitos sonhos, mas a vida é dura, implacável, triste. O que queres dizer-me: que me condenarão? Ninguém saberá e este será apenas um período daminha vida.” Com um sorriso doce, mas triste, a amiga invisível – e este será apenas um período da mi- desapareceu. No fim do dia, ligou para a agência, disse que o encontro fora muito bom, e que estava agradecida. Se fossem sérios, fariam perguntas sobre as fotos. Se fossem angariadores de mulheres, arranjariam novos encontros. Atravessou a ponte, voltou para o pequeno quarto, resolveu que não compraria uma televisão, mesmo tendo dinheiro e muitos planos pela frente: precisava de pensar, usar todo o seu tempo para pensar.

Resumo-6. 10 de Janeiro {pág.75-80}

No dia seguinte Maria recebeu uma chamada da agência com detalhes do trabalho e de seguida disse lhes que o árabe iria entrar em contato com eles, foi a biblioteca para ter mais informações sobre sexo mas infeli La não havia nada que lhe desse gosto de ler pois era uma instituição estatal do haviam la alguns tratados técnicos que não lhe agradaram, saindo de lá Maria dirigiu se a uma loja para comprar roupa apropriada para sedução e depois foi a Rue de Berne para conhecer a boites de que tinha ouvido falar encontrou um homem que lhe ofereceu emprego e sugeriu que falasse com algumas garotas para que lhe explicar como funcionava mas Maria recusou a ajuda e começou a apreciar o ambiente com aquele olhar de arrependimento Aproximou-se uma rapariga que lhe explicou que devia obedecer as tuas regras a primeira não te apaixones por ninguém com quem trabalhos ou com quem faças amor a segunda não acredites em promessas e cobra sempre adiantado a terceira não uses drogas Maria que só ia conhecer o lugar concordou e disse que começaria imediatamente ensinaram lhe como devia vestir e como fazer o seu trabalho sentiu se humilhada por ter de cobrar 350 francos e não 1000 como havia lhe pago o árabe e também disse que para que só aceitasse ir a hotéis de cinco estrelas