Livro 2 – Web Design Responsivo(Resumo)

Autor: Tárcio Zemel

Data: 30/11/2020- PAG.01-31

 Design responsivo surgiu como resposta única para uma web única! O design deve ser bem-apresentado em quaisquer dispositivos e, conforme se tenha planejado, que se adapte aos diferentes meios em que este site é acessado. Um site com web design responsivo – pode ser acessado de um PC, notebook, smartphone, tablet, TV, geladeira, banheira – sim, realmente existem geladeiras e banheiras que acessam a internet!

O ideal é que os sites desenvolvidos sejam bem-apresentados nestes mesmos dispositivos, as informações acessadas pelo usuário devem ser flexíveis e mostradas de forma adequada para o mesmo. No desenvolvimento de um site responsivo, é necessário que os os profissionais de web tenham conhecimento sobre técnicas como layout Fluído, imagens Flexíveis, Media Queries e muitas outras dicas úteis sobre o desenvolvimento de web sites responsivos! Outro conceito é o One Web (Web Única) – Diz que devemos ter uma URL só para tudo, um só sistema servir mesmo conteúdo para todo mundo.

O Web Design Responsivo surgiu em 1998, O escritor Ethan Marcotte em 2010 publicou um artigo sobre Responsive Web Design que mudaria, para sempre, a forma como se faz design para web, aonde mostrou um conjunto de técnicas que garantiram responsividade a um web design. Para conseguir desenvolver um design responsivo para a web devem estar envolvidas 3 tecnologias principais que são: Layout Fluído, Imagens e recursos flexíveis, e Media Queries.

Layout. Fluído- Conteúdo deve adaptar as diferentes resoluções, garantir que a experiência do usuário seja excelente independentemente do dispositivo que esteja usando.Com Media Queries é possível ocultar, fazer aparecer e reposicionar elementos e interações conforme a resolução atual que esteja sendo usada no momento da visita ao site.

Perceba que, neste gráfico, existem 2 indicações para iPhone: uma é o retângulo que representa a resolução de 320X480 e o maior de todos, 640X960! A diferença é que o iPhone 4 tem uma resolução bem superior. E o iPhone 5 aumentou ainda mais essa diversidade, com seus 640×1136 pixels. O que importa não é o tamanho físico da tela ou o dispositivo em si, mas sim sua Resolução.

 No Web design Responsivo existe uma fórmula que permite conversão de tamanhos absolutos para tamanhos relativos em layouts para a web. Alvo / Contexto = Resultado

Alvo. Elemento-alvo com a medida atual; Contexto. Onde o elemento-alvo está (baseado no elemento-pai); Resultado. O valor relativo que se está procurando. Para calculo de tamanho de fontes em browsers desktop é de 16px-, quanto para medidas de layout! A equivalência ems de 24px: Resposta:24/16=1,5.

Data: 13/12/2020- PAG.32-50

O ideal é que o layout do site – e, logicamente, seu conteúdo – seja bem-apresentado em todos os tipos de resolução.

CSS de um layout fixo – Servindo para dar uma leve estilizada e apresentar nossa página de um layout fixo de uma maneira um pouco mais agradável e organizada.

A forma mais básica de CSS reset, colocando uma fonte comum para os elementos:

* {

margin: 0;

padding: 0;

}

html {

font-family: Arial, Helvetica, sans-serif;

}

METATAG VIEWPORT – Serve para converter um layout fixo em layout fluido.

Meta- significa “após”, dados sobre dados, informação sobre a informação.

TAG – significa “etiqueta” ou “rotulo “servem para identificar, nomear e marcar algo ou alguma coisa.

Meta tags são para descrever informações sobre sites e páginas que as contém ;informam sobre qual conteúdo está ali e mostra informações extras a respeito deste conteúdo.

Sua sintaxe obedece à seguinte convenção: <meta name=”nome-da-meta” content =”conteudo-da-meta”>

A sua convenção para seu uso é esta, onde se informa, primeiramente, de qual meta se está inserindo e, posteriormente, qual valor se dá.

O que é a meta tag viewport : Com a meta tag viewport, é possível apresentar “resoluções personalizadas” aos visitantes para determinados devices. Os principais emais usados parâmetros de content são:

width: define a largura da viewport;

height: define a altura da viewport;

initial-scale: define a escala inicial (zoom) inicial da viewport.

Formula para especificar automaticamente o tamanho do device:<meta name=”viewport” content=”width=device-width”>

Isso indica ao navegador que o width da meta tag viewport é o tamanho da largura do dispositivo!

A solução possível  para responsivar todas telas:

.container {

margin: 0 auto;

width: 100%;

}

Quando o Contexto esperado não existe, isto é, o elemento- contêiner não apresenta largura definida, é preciso procurar no elemento imediatamente ascendente até que se encontre a definição de uma largura.

Data: 23/01/2021- PAG.51-98

Css para imagens Flexíveis

Para começar, vamos ver como ficará o exemplo com uma imagem colocada na primeira chamada. O HTML muda para:

img {

max-width: 100%;

}

<article class=”last-content-call”>

<h2 class=”secondary-title”>

Título de Conteúdo

</h2>

<img src=”cute-dogs.jpg” width=”350″>

<p class=”brief”>

Resumo ou descrição deste conteúdo.

Deve ser algo que chame a atenção!

</p>

<a href=”#”>Leia mais</a>

</article>

 Max – width – Essa propriedade CSS permite restringir larguras de conteúdo dentro de um determinado intervalo. Significa que “as imagens podem ter qualquer largura até nomáximo 100%”, do elemento em que estão contidas!

Vamos ver como fica com todos os .last- content-call com suas respetivas imagens:

Carregar um vídeo na barra lateral, abaixo do meu principal:

<aside class=”content-sidebar”>

<nav class=”main-nav”>

<ul>

<li><a href=”#”>Menu 1</a></li>

<li><a href=”#”>Menu 2</a></li>

<li><a href=”#”>Menu 3</a></li>

<li><a href=”#”>Menu 4</a></li>

<li><a href=”#”>Menu 5</a></li>

<li><a href=”#”>Menu 6</a></li>

</ul>

</nav>

<iframe src=”http://www.youtube.com/embed/1YLKyVwExOs” width=”560″

height=”315″ frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

O código acima não nos retornou um bom layout então iremos acrescentar seguintes elementos, essa regra pode ser aplicada para outros tipos de mídia e recursos, incluindo iframe, object, embed e video!:

</aside>

img,

iframe,

object,

embed,

video {

height: auto;

max-width: 100%;

}

Agora temos um vídeo flexível!

O grande problema de imagens em layouts fluidos é sobre apresentar imagens em qualquer peso(kb) e tamanho(pixels),em aparelhos menores e com uma resolução não muito boa. Não existe a melhor técnica para imagens flexíveis em webs designs responsivos, existe sim a que mais se enquadra ao seu estilo de desenvolvimento, dentro de um projeto específico.

Exemplo: Riloadr, jQuery Picture, Picturefill, Adaptive Images , existem literalmente dezenas delas, mais essas são mais usuais .

Para ajudar nesta decisão, algumas considerações devem ser feitas:

• É importante que funcione sem JavaScript?

• Sendo JavaScript, pode ser um plugin ou deve ser uma solução “nativa”?

• Pode-se usar marcação especial?

• Semântica é essencial?

• As páginas precisam ser validadas no validador do W3C?

• Tem-se acesso a arquivos server side e .htaccess?

• Deve-se primar pela performance?

Imagens de alta resolução

Adam Bradley apresenta diretrizes de muito interesse sobre a questão que, independentemente de qual solução se opte por usar, devem ser levadas em consideração:

  1. Não fazer requisição da mesma imagem varias vezes
  2. Não usar cookie nem o elemento <base>,
  3. Manipulação mínima do DOM,
  4. Imagens devem continuar visíveis sem o Java Script ,
  5. Não apresentar imagens em alta resolução para todos.

Imagens para Web : Atualmente, são os principais formatos de imagem usados na web – GIF, JPG e PNG, é necessário conhecermos diferentes características desses formatos de imagem, para optar por um ou outro.

GIF – deve se dar mais para imagens animadas.

JPG– Uso da mesma imagem em vários meios de acesso (ajustando a qualidade)

Entretanto, pensando melhor, é muito importante saber escolher, conscientemente, qual é o melhor formato para as diferentes necessidades dos projetos. Usando imagens adequadas e otimizadas para cada situação (por exemplo, JPG para fotografias, PNG para ícones, etc), é possível tirar melhor proveito das características técnicas das imagens e, não usar formatos inadequados, muitos recursos – Em diversos sentidos da palavra – são poupados.

Você deveria, também, passar as imagens do site em optimizadores de imagens (que fazem o peso da imagem menor sem alterar sua qualidade).

Existem muitas boas ferramentas para isso, como jpegtran , JPEGmini TinyPNG , OptiPNG e Smush.it .

Outra dica importantíssima é o uso de sprites, uma técnica para combinação de imagens menores em uma imagem maior. Para mostrar a imagem correta, é preciso ajustar os valores da propriedade CSS background-position.

Combinando várias imagens desta forma, é possível reduzir os pedidos e requisições HTTP, é um importantíssimo passo rumo à melhora de performance e desempenho de um site).É possível fazer sprites “manualmente”, mas há ferramentas online para isso, como CSS Sprite Generator, que dá a opção de fazer upload de imagens para serem combinados em um único sprite, gerando o código CSS (os valores de background-position) para agregar as imagens.

Prover imagens otimizadas para cada contexto/necessidade é um passo importante para a otimização, em geral, de web sites.

 Existem muitas outras técnicas para conseguir os melhores resultados de cada formato apresentado, devem ser de interesse para qualquer um que procure, sempre, prover melhores experiências aos visitantes de seus sites, garantindo que seus projetos sejam rápidos e super – otimizados.

Media Queries

Media Queries permitem que foquemos principalmente no tamanho da tela onde vamos exibir o conteúdo. Antes de entendermos o Media Queries precisamos entender antes o Media types que permite apresentar site de maneira diferente (atraves de folhas de estilo) dependendo da media. Quando a página está sendo vista de um projetor, que pode ser diferente de quando se usa uma impressora, um sintetizador de voz, uma TV, dentre outros.

Exemplo de Media Types : (a especificação da media deve ser em minúsculo):

<link rel=”stylesheet” type=”text/css” media=”print”

href=”print_style.css”>

Quando alguém quiser imprimir o(s) documento(s) que levam esta tag é que print_style.css entrará em ação; para os demais tipos de media, não.

Especificar regras para diferentes medias:

@media print {

body {

font-size: 10pt;

}

}

@media screen {

body {

font-size: 13px;

}

}

@media screen, print {

body {

line-height: 1.2;

}

}

Por exemplo Media Quieres, é possível indicar um CSS apenas para devices com tela de até 320px, e também usar várias declarações em somente um arquivo podemos fazer:

@media screen and (min-width: 320px) {

body {

font-size: 80%;

}

}

@media screen and (min-width: 480px) {

body {

font-size: 90%;

}

}

Incorporar uma folha de estilo para só dispositivos de 256 cores inexados:

Usamos o seguinte:

<link rel=”stylesheet” media=”all and (max-color-index: 256)”

href=”http://foo.bar.com/stylesheet.css” />

device-aspect-ratio

Valor : <proporção>

Media: visual, tátil

Aceita min/max: sim

Operadores Lógicos de Media Queries são:“and” e “or”, “not”, “only”,

Várias Media Queries podem ser combinadas em uma lista (separada por vírgulas)de consultas.

A palavra and” expressa o operador lógico AND e a vírgula expressa o operador lógico OR.

Por exemplo:

/* Telas e impressões coloridos */

@media screen and (color), print and (color){

}

Not

Exemplo:

<link rel=”stylesheet” media=”not screen and (color)”

href=”style.css”>

“only”

Exemplo:

<link rel=”stylesheet” media=”only screen and (color)”

href=”example.css”>

Breakpoints – atendem a diferentes especificações (feitas por você, mesmo, ao usar os parâmetros de Media Queries),quer dizer, os “pontos” em que se deve utilizar estilos diferentes para tratar o web design de forma diferenciada para que a experiência de quem está visitante o site seja a melhor/mais eficiente possível.

Cada projeto web tem suas próprias peculiaridades e pede uma implementação diferenciada dos demais.

 Especificação de breakpoints-chave:

320 and Up

@media print { }

@media only screen and (min-width: 480px) { …}

@media only screen and (min-width: 600px) { …}

@media only screen and (min-width: 768px) { …}

@media only screen and (min-width: 992px) { …}

@media only screen and (min-width: 1382px) { …}

@media only screen and (-webkit-min-device-pixel-ratio: 1.5),

only screen and (min–moz-device-pixel-ratio: 1.5),

only screen and (min-device-pixel-ratio: 1.5)

{ …}

Less Framework

/* Tablet Layout */

@media only screen and (min-width: 768px)

and (max-width: 991px) { …}

/* Mobile Layout */

@media only screen and (max-width: 767px) { …}

/* Layout largo de mobile */

@media only screen and (min-width: 480px)

and (max-width: 767px) { …}

/* Retina display */

@media

only screen and (-webkit-min-device-pixel-ratio: 2),

only screen and (min-device-pixel-ratio: 2) { …}

Dia 24/01/2021- Pag 99- 142

Gerenciamento de erros

Tipos de mídia desconhecidos serão avaliados como false.

Representação de uma consulta de mídia com not all quando algum dos parâmetros de mídia não for conhecido.

Por exemplo:

Veja um outro exemplo que resultará em not all e tente compreender o motivo:

@media (min-orientation: portrait){

[…]

}

O parâmetro orientation não admite prefixo min-!

Media Queries em arquivos separados ou num único arquivo

Exemplo usando breakpoints, chamando vários arquivos diferentes:

<link rel=”stylesheet” type=”text/css”

media=”screen and (min-width:480px)”

href=”480.css”>

<link rel=”stylesheet” type=”text/css”

media=”screen and (min-width:768px)”

href=”768.css”>

@media only screen and (min-width: 480px) { …}

@media only screen and (min-width: 768px) { …}

Media Queries “sobrepostas” ou “empilhadas”

JavaScript.

Em relação aos Comentários Condicionais, no próprio blog da Microsoft. é possível

encontrar soluções para especificar estilos:

Exemplo: <link rel=”stylesheet” media=”all” href=”global.css”>

<link rel=”stylesheet” media=”all and (max-width: 700px)”

href=”mobile.css”>

<!–[if IEMobile 7]>

<link rel=”stylesheet” media=”all” href=”mobile.css”>

<![endif]–>

Ou:

<link rel=”stylesheet” media=”all” href=”global.css”>

<link rel=”stylesheet” media=”all and (min-width: 700px)”

href=”desktop.css”>

<!–[if (lt IE 9)&(!IEMobile 7)]>

<link rel=”stylesheet” media=”all” href=”desktop.css”>

<![endif]–>

Media Queries na Prática

Uma abordagem importante para se obter o web design responsivo é o Mobile First|, no qual temos que primeiro planejar o design para mobiles só depois irmos aumentando para os desktops

Um dos pontos mais importantes no qual deve-se ter em conta ao criar sites para dispositivos móveis são: foco no conteúdo, foco no conteúdo e foco no conteúdo.

De nada adiantaria o site mais bonito e usável do mundo se o conteúdo fosse inútil, vazio e/ou confuso.

Em raríssimos casos, web sites não são feitos de design; são feitos de conteúdo! Aposte na simplicidade quando for projetar seu site…

Com base nas informações sobre hora e lugar em que as pessoas mais usam seus dispositivos móveis, é possível fazer um planejamento mais apurado sobre a estratégia do produto ou serviço online que se queira criar ou aprimorar.

 Pense no seguinte:

Quais seriam os horários mais indicados para atualizações de gráficos e notícias para um público-alvo de investidores? Ou: qual seriam os melhores horários para atualizações naquele seu super aplicativo de fofocas sobre celebridades?

Padrões de navegações Mobile

É preciso garantir que o esquema de navegação também esteja bem projetado.

 Padrões de navegação já foram sistematizados, e também criados os Pros e Contras por Brad Frost, Exemplo:

Top Nav

Uma das soluções mais fáceis de implementar para navegação é simplesmente manter a mesma no topo. É encontrada em muitos sites responsivos.

Prós

• Fácil de implementar

• Não é preciso JavaScript

• Sem necessidade de “malabarismos” CSS

Contras

• Pode ocasionar problemas de altura

• Não escalável

• Pode ocasionar problemas com os links muito próximos.

Âncora no rodapé

Menu de seleção

Existem ainda outros como Alternância, Slide à esquerda, Somente no rodapé, Navegação Pull Down.

10 Princípios de Design para Interfaces Mobile (Jonathan Stark):Mentalidade móvel

  • Seja Focado
  • Seja Único
  • Encantador
  • Seja Atencioso Contexto móvel

Para começar a colocarmo-nos na pele de nossos usuários, temos de considerar três grandes contextos móveis: Entediado, Ocupado e Perdido.

3  -Orientações gerais

A natureza inerente de um dispositivo touchscreen de bolso sugere várias diretrizes globais, ou seja, as coisas que sempre importam, Responsividade, Polidez, Dedos, Alvo e conteúdo ,controle e rolagem.

4- modelos de navegação

5 – Inputs do usuário

6- Gestos

7- Orientação

8- Comunicações

9- Inicialização do aplicativo

10- Primeiras Impressões.

Considerações Finais:
Não deve ser nenhuma surpresa que as técnicas e conhecimentos mostrados no Livro
são tão dinâmicos e mutáveis quanto a própria web! Então, nada de achar que
agora você é o Sr. (ou Sra.) Responsividade; você está a apenas iniciando a jornada
e, como diria Morpheus, há uma diferença entre conhecer o caminho e trilhar o
caminho.

___TERMINADO___


Livro 1 – 100 Maneiras de Motivar a si Mesmo(Resumo)

Autor: Steve Chandler

Data: 09/11/2020- PAG.11 – 41

Após a leitura profunda anotei algumas partes Importantes

Na parte introdutória O Autor Steve Chandler nos diz que para motivar a si mesmo, é necessário seguir alguns princípios que são:

Motivação e o fogo: O fogo se acende com fogo, entrar em ação, independentemente de você sentir ou não vontade de agir, é a pequena faísca de que precisamos para acender a nossa fogueira.

1. Imagine-se em seu leito de morte: Fingir que não vamos morrer prejudica a forma como aproveitamos a vida, devemos viver profundamente e não ter medo de morrer.

2. Continue faminto: Você precisa de algo que o anime ou motive a se levantar da cama pela manhã – algo que faça a fim de se manter faminto.

3. Diga a si mesmo uma mentira verdadeira: Invente histórias sobre quem você gostaria de ser.

4. Não tire os olhos do troféu: Devemos manter o foco nos nossos objetivos e não preocupar com as possibilidades negativas, medo.

5. Prepare-se para um desafio maior: Quanto mais duro você é consigo mesmo, mais fácil é enfrentar a vida.(Comece sempre pelo mais difícil).

5. Simplifique sua vida: “Marilyn vos Savant nos aconselha a escrever uma lista com as tarefas que devem ser feitas, fundir todas as pequenas tarefas em uma só”.

7. Procure pelo ouro perdido:” Quem procura acha”, suas oportunidades irão se multiplicar quando você decidir enxergá-las.

8. Aperte todos os seus botões: “ativa os seus botões”. Deve anotar tudo que o inspira ou causa emoções mais fortes.

9. Crie um histórico de realizações :Para crer que você é capaz de finalizar as coisas, precisa construir um histórico real de tarefas completadas.

10. Dê boas-vindas ao inesperado: Dedique-se a inventar soluções inesperadas para os desafios que a vida lhe apresenta.

11. Encontre a sua chave mestra: “A grande chave mestra para a riqueza”, escreveu Hill, é “A autodisciplina necessária para ajudá-lo a assumir o controle total de sua mente.”

12. Coloque rodas em sua biblioteca: devemos programar nossas mentes, poderíamos obter enormes avanços em duas áreas importantes: conhecimento e motivação. Dedicar -se a leitura de livros, assistir vídeos sobre desenvolvimento pessoal etc.

13. Planeje cuidadosamente o seu trabalho: O trabalho planejado com cuidado vai motivá-lo a produzir mais e se preocupar menos.

14. Coloque os pensamentos para driblar  Se o seu hábito de pensar é pessimista, basta driblar a bola com outra mão: pensar de forma otimista com mais e mais frequência até que isso se torne natural (Pensar é como driblar bola de basquete).

15. A pressa é inimiga da conclusão: Vá devagar e com calma. Velocidade não é essencial. Quanto mais devagar você começa alguma coisa, mais rápido vai terminá-la.

16. Seja mais seletivo com os amigos: “Faça uma lista de amigos e conhecidos em cuja companhia você se sente mais vivo, feliz e otimista.

17. Aprenda a desempenhar um papel: Você vai obter energia e inspiração sendo o personagem que gostaria de interpretar.

18. Pare para relaxar e refletir em silêncio: Por um bom período, fique só, quieto, em silêncio total. Relaxe completamente. Desligue a televisão e o telemóvel .

19. Use a química do seu cérebro: Encontre as sensações que levantam o seu autoestima que você precisa para se manter motivado. Comece por descobrir os efeitos que as mesmas têm sobre seu humor e sua energia.

20. Deixe a escola de uma vez por todas: Esse hábito de se preocupar mais com o que os outros vão pensar do que sobre o que nós mesmos pensamos. Já é hora de ter consciência disso e, mais uma vez, deixar a escola para trás.

Data: 23/11/2020- PAG.42-70

21-Não tenha medo de parecer vulnerável: Deixar a timidez e a passividade e ligar comandos internos: Passe vergonha. Arrisque-se. Quebra cara.

22- Mate sua televisão: Ganharia muito mais se parasse de tentar encontrar vida nos programas sobre outras pessoas e permita que sua própria vida se torne o programa de que mais gosta.

23- Liberte sua alma da gaiola: Saia da zona de conforto.

24. Execute seu próprio plano de jogo: Encare as tarefas diárias diante de si como jogadas que irá executar, crie estratégias e técnicas.

25. Encontre o Einstein que existe dentro de você: Einstein dizia: “A imaginação é mais importante que o conhecimento.” Possuir mais conhecimento não é a solução, a solução está em usar a imaginação proactivamente.

26. Não fuja do que lhe dá medo – “O medo e a dor servem como alertas para deixar os olhos mais abertos” Nathaniel Branden. O medo de fazer algo só pode ser curado ao fazermos o que tememos.

27. Crie a forma como você se relaciona- impossível se relacionar bem com os outros quando a relação que se tem consigo mesmo é ruim. “Só podemos voar abraçados uns aos outros.” Luciano de Crescenzo.

28. Tente ouvir interactivamente – Quanto mais consideração demonstrarmos em nossas perguntas e comentários, mais interativa será a conversa.

29. Acredite em sua força de vontade – Todo mundo tem força de vontade, ela é como um músculo do braço, só pode ser desenvolvida por você mesmo, deve exercitá-la.

30. Invente pequenos rituais: Invente um conjunto de práticas que lhe façam chegar mais depressa à auto- motivação, por exemplo: Caminhar.

31. Use a felicidade como ponto de partida- Sua felicidade é um direito nato. Não deve depender de você atingir alguma meta. Comece agora a tomar posse da felicidade e usá-la no início não no fim.

32. Seja seu próprio discípulo: Você de ter a auto – disciplina, só assim pode tornar seu próprio discípulo.

33. Transforme-se num processador de texto:  Para aumentar sua determinação, é útil associá-la a novas apalavras ou uma linguagem motivadora.

34. Reprograme seu bio -computador- Elimine todos pensamentos negativos, cínicos e céticos, descarte aspetos negativos da mídia e crie suas próprias noticias.

35. Viva o presente: Mantenha o foco no dia de hoje, aprenda a viver no aqui e no agora.

36. Seja um bom detetive: Faça perguntas, sua curiosidade vai lhe trazer oportunidades, prepare-se bem antes de fazê-las.

37. Mude o foco para a outra pessoa: Transfira o seu foco, sua inspiração para outra pessoa, dê ideias para auto- motivação, agindo assim beneficiará a si mesmo.

38. Planeje sua recuperação: Ser Otimista e saber que vai haver fracassos, más devemos erguer a cabeça.

39. Vá ao seu próprio socorro: Ninguém ira te salvar dos seus problemas, tenha responsabilidade sobre si, desafie -se, acredite em si mesmo.

40. Descubra o que sua alma procura: Pergunte a si mesmo, como a minha verdadeira vida deve ser? Qual é o propósito da minha alma? De que forma eu devo vivê-lo? Só você pode dar respostas a essas perguntas e, para isso, deve correr atrás e não ficar esperando que caiam do céu.

Data: 30/11/2020- PAG.71-99

41. Os dois lados do cérebro: “o cérebro inteiro” é composto por hemisfério esquerdo e o hemisfério direito, A auto- motivação se torna mais estimulante à medida que aprendemos a usar o cérebro inteiro.

42. Deixe seu cérebro inteiro brincar: As três melhores maneiras de ativar o pensamento com o cérebro inteiro são pormeio de visualização do objetivo, trabalho prazeroso e diversão revitalizante.

43. Permita que suas estrelas brilhem: Quando escrevemos nossos planos e sonhos, precisamos ditar o que nosso coração manda. Ao almejar as estrelas, é preciso correr riscos.

44. Faça de conta: “Sempre considere fácil o que você precisa fazer, e assim será.” –Émile Coué.

45. Encare o trabalho como um jogo divertido: As pessoas acreditam que os empregos divertidos estão sempre em algum outro lugar. Más o trabalho gratificante e estimulante pode ser encontrado em qualquer profissão.

46. Descubra o relaxamento ativo: Quando jogamos videogames, jogos de tabuleiro ou baralho, fazemos jardinagem etc.” Devemos encontrar maneiras de unir o pensamento à diversão sendo assim nossas vidas se enriquecem.

47. Faça de hoje o melhor dia de sua: John Wooden “Faça de cada dia sua obra prima”. Faça coisas bem pequenas más faça hoje.

48. Aprecie todos os seus problemas Não devemos encarar os problemas como maldições, se aprender a amar as oportunidades que seus problemas lhe apresentam, sua energia motivacional certamente vai aumentar.

49. Crie lembretes com boas ideias: Comece a tratar ideias de auto- motivação como se fossem cancões, coloque lembretes visuais em seu ambiente, de forma que sempre esteja recordando palavras e ideias interessantes e motivadoras.

50. Estabeleça pequenos objetivos diários: As pessoas que entram no ritmo de estabelecer pequenos objetivos durante todo o dia relatam um nível muito mais alto de consciência e energia.

51. Anuncie suas metas para si mesmo: Escreva em um papel o seu objetivo, crie imagens ou fotos que o ajudarão a lembrar, guarde em uma local onde consegue ver todos dias e com facilidade.

52. Pense diferente: Pense fora da caixa, busque soluções mais inovadoras possíveis para seus problemas.

53. Continue pensando, e pensando: Encare e pense nos problemas como um otimista, pense e faça alguma coisa mesmo que seja pouco, ao contrário de um pessimista que deixam problemas de lado. (Assista ao filme Apollo 13.)

54. Argumente contra o pessimismo:1º Passo e admitir a natureza pessimista em seu pensamento,2º Provar que seu lado pessimista está errado baseando naquilo que é possível.

55. Faça com que os problemas o ajudem: Ao escolhermos fazer bom uso de acontecimentos maus, é possível ter acesso a esse presente bem mais depressa. Se perguntar a si mesmo, como posso usar isso? ou O que posso tirar de bom disso? você pode transformar sua vida de uma hora para outra.

 56. Faça um brainstorming consigo mesmo: No alto de uma folha de papel ou no texto do Pc, você escreve um objetivo que pretende atingir, enumera as linhas, de 1 a 20.

57. Aprimore sua voz: Quanto mais forte for a sua voz, maior será a sua autoconfiança. Quanto maior a sua autoconfiança, mais fácil será motivar a si mesmo.

58. Atravesse a nova fronteira: Devemos desenvolver habilidades, aprender coisas novas, ficar por dentro das tecnologias atuais, aprender uma língua estrangeira, especializar em uma área sendo assim teremos o que precisamos para tornáramos valiosos.

59. Atualize seus velhos hábitos: Substitua os seus maus hábitos antigos por um hábito saudável e eficaz.

60. Pinte hoje a sua obra-prima: Acorde e visualize seu dia como uma tela em branco. Pergunte a si mesmo: Quem é o artista hoje? O acaso ou eu? Se eu sou o artista, como vou pintar o meu dia?

Data: 13/12/2020- PAG.100 – 112

61. Respire bem e oxigene o cérebro

Às vezes, tudo de que você precisa para se manter motivado é o ar que respira. Sair para dar uma corrida ou uma caminhada, ou simplesmente respirar fundo, dá ao cérebro o combustível necessário para se renovar e criar.

62. Encontre um bom mentor Os melhores profissionais de coaching nos mostram como analisar a nós mesmos. É preciso coragem para recorrer a um mentor, mas as recompensas podem ser enormes, principalmente quando ele o ajuda a fazer algo que antes você tinha medo de fazer. Permita a ele que seja honesto ao trabalhar com você e que lhe diga exatamente o que vê. Se você vencer o medo e se abrir de verdade, terá um ganho incrível em motivação e crescimento.

63.Nem sempre e bom se sentir em casa

A casa pode ser uma prisão escura e húmida, cheirando a maus hábitos e preguiça, essa segurança que sentimos é algo que está limitando nossos horizontes.

64. Faça sua alma falar

Branden sugere que iniciemos o pensamento criativo logo de manhã, perguntando a nós mesmos “O que é bom na minha vida?” e “O que ainda precisa ser feito?”.

65. Prometa a Lua

Uma forma eficaz de se motivar é fazer uma promessa bastante arrojada para alguém de que você gosta, como um amigo ou colega de trabalho. Experimente prometer algo muito grande, que exigirá todo o seu empenho e toda a sua criatividade para concretizá-lo.

66. Torne o dia de alguém perfeito

Tente essa experiência algumas vezes. Não se deixe aprisionar pelo cinismo disfarçado de racionalidade. Veja o que lhe acontece quando você torna outras pessoas sortudas.

67. Faça o jogo dos círculos

Se você usar meu sistema de quatro minutos e quatro círculos para determinar objetivos diários como descrevi antes, poderá ser o criador do seu próprio universo. Não há outro futuro senão aquele que você está criando hoje.

68. A competição nos ajuda a crescer

Mas a competição, quando enfrentada com entusiasmo, pode ser a experiência mais motivadora do mundo.

Busque sempre competir. Mas faça isso no espírito da diversão, sabendo que superar alguém é menos importante que superar a si mesmo.

69. Diminua o volume da sua mãe

Se a criança tem uma mãe otimista, tudo bem, mas pode ser um desastre para ela se a mãe for pessimista.”

O melhor modo de mudar isso é por meio da criação de si mesmo: produzir uma voz na sua cabeça que seja tão confiante e forte a ponto de abafar a voz de sua mãe.

70. Vire de frente para o sol

Mas, como disse Kaufman, “A forma como escolhemos ver o mundo cria o mundo que nós vemos”. “Quando você está de frente para o sol, as sombras sempre caem atrás de você”, escreveu Helen Keller.

Data:23/01/2021- PAG 113-167

71. Viaje para dentro de si

Não olhe para fora de si a fim de descobrir quem é – olhe para dentro a fim de criar quem você é.

72. Declare guerra

Não precisamos esperar que algo trágico ou perigoso venha nos despertar. Podemos obter a mesma vitalidade desafiando a nós mesmos.

73. Grandes mudanças

São feitas aos poucos Grandes realizações podem ser conquistadas quando nos concentramos em apenas uma pequena ação de cada vez.

74. Faça algo malfeito

Se não está motivado para fazer algo que sabe que precisa fazer, resolva fazer mal e porcamente

75. Aprenda a engenharia da visualização

O princípio é o seguinte: Tu não farás nada que não conseguir se imaginar a fazer

76. Torne as coisas mais leves – É impossível gargalhar e ter medo ao mesmo tempo.

77. Sirva e enriqueça

“A pobreza não é uma desgraça”, disse Napoleon Hill. “Mas certamente não é algo que se recomende.”.

78. Faça listas sobre sua vida

Produzir listas de metas e objetivos também é um motivador poderoso.

79. Estabeleça um objetivo específico e poderoso

Pessoas que determinam metas poderosas para si ganham mais sentido em sua vida. Elas sabem para onde estão indo.

80. Mude primeiro a si mesmo

Não tente mudar os outros.

81. Domine a sua vida

Se o primeiro movimento for sempre o seu, você vai se surpreender com a facilidade que terá para dominar sua vida.

82. Aceite um não como pergunta

Quando você solicita algo em sua vida profissional e isso lhe é negado, imagine que o não que ouviu é na verdade uma pergunta: “Você não pode ser mais criativo do que isso?”

83. Dê sentido à sua vida

O grande propósito da sua vida está dentro de você, não deve ser procurado do lado de fora.

84. Faça um jejum de notícias

“Eles não vão lhe falar de quantos milhares de aviões pousaram tranquilamente nos aeroportos naquele dia”.

85. Substitua preocupação por ação

Na próxima vez em que se preocupar com uma questão, pergunte a si mesmo: “O que posso fazer sobre isso agora?”

86. Não seja um reclamão

Não reclame dos problemas, pense nas soluções.

87. Passe a desfrutar mais

Desfrute alegremente das coisas simples da vida, permita que o otimismo o inspire.

88. Continue caminhando

Não pare por estar cansado, continue caminhando só assim verá o benefício que a caminha pode trazer.

89. Leia mais livros de mistério

A pessoa com o QI mais alto já mensurado – Marilyn Vos Savant – recomenda livros de mistério como exercício para o cérebro. “Não só é divertido como faz bem”

90. Suba ao plano da mente

Não pene com os sentimentos, pense com a mente. Você poderá ficar mais criativo e realmente pensar para depois falar.

91. Explore suas fraquezas

Estude as tuas fraquezas, teus pontos fracos podem tornar se em pontos fortes.

92. Tente se transformar no problema

Quando passa a se ver como o problema, começa a se ver também como a solução.

93. Triplique a sua meta

Se você precisa de ideias motivacionais muito inovadoras, tente expandir suas metas. Vá aumentando até que a nova meta o assuste.

94. Imite seus heróis

“Nós nos tornamos aquilo que admiramos”, disse Emmet Fox.

95. Construa uma visão que faça algo por você

Vá tentando até desenvolver uma visão que seja tão clara e colorida que já o coloca em ação só de pensar nela.

96. Construa sua base de força

Quanto mais souber a respeito do que o motiva, mais fácil será motivar a si mesmo.

97. Una a verdade à beleza

A melhor forma de convencer alguém sobre a importância da honestidade é mostrar sua beleza.

98. Leia em voz alta.

Ler em voz alta faz com que a informação absorvida fique gravada na memoria

99. Ria à toa

A verdade é simples: o próprio riso pode fazer você rir.

100. Caminhe com o amor e a morte

“O amor é sempre criativo e o medo é sempre destrutivo”.

E caminho com a morte porque somente com a aceitação e a consciência da própria morte é que posso dar à minha vida a clareza necessária para que seja mais

empolgante.

101. O poder do pensamento negativo

Pergunte a si mesmo o que não quer de jeito nenhum e então sinta a energia se acumulando dentro de você para ajudá-lo a superar o problema. A energia que estará sentindo é a forma mais profunda e principal de motivação.

102. Faça sem saber ações não se importam com quem você é.

103. Experimente a felicidade

É Preciso fogo para se acender um fogo. Somente um fósforo, uma chama, podem acender o fogo da sua motivação.

104. Tente se reinventar

A verdadeira diversão, a verdadeira alegria está em se reinventar. E não em se perguntar porquê.

105. Escolha responder em vez de reagir

É necessário pararmos para refletir antes de reagirmos, devemos perguntar a nós mesmos tais perguntas como: Que tipo de relacionamento quero manter com essa pessoa? Que tipo de resposta seria mais adequada para criar essa relação?

106. Aplique as lições do que você lê

Não importa quantos livros você leia, e sim quantos você aplica.

107. Faça o que pode fazer hoje

Hoje é quando tudo acontece.

108. Crie um sistema diferente

Tornarei o velho sistema obsoleto através de métodos superiores. É a única maneira de mudar qualquer coisa.

109. Não coloque barreiras entre querer e fazer

Quando conseguir enxergar isso, você será capaz de se tornar o diretor do filme de sua vida. Você escolhe sua atividade e então grita: “Ação!”

110. Motive a si mesmo agindo

Ação que cria motivação, o fogo se acende-se com fogo.

___TERMINADO___